Artigo: “Reconhecimento” por Éber Sander

Reconhecimento

*Éber Sander

Já disse por aqui que o brasileiro vem lendo mais. Atualmente lemos em média, 1,9 livros por ano. Obviamente estou em falando média, certamente temos pessoas que lêem 10 ou 20 e outras tantas que não lê nenhum. No último dia 27, o Brasil perdeu um grande escritor: Moacyr Scliar, autor de mais de 80 livros e tendo muitas de suas obras editadas em mais de 10 países. Moacyr Scliar era um mestre! Raramente saia alguma notícia sobre o escritor na mídia nacional. No dia de sua morte, só se falou dele e de suas obras nos jornais do Brasil e em portais da internet. Não sei se este é um problema do Brasil e dos brasileiros apenas, mas só reconhecemos um talento quando este já não está mais entre nós. É assim com escritor, com jogador de futebol, com cantor/músico. Parece-me que depois da morte a genialidade vem à tona. Mas será que é preciso esperar o fim da vida para reconhecermos um talento? A grande verdade é que o ser humano é um bicho estranho. O fato do não reconhecimento em vida não acontece apenas com os artistas. Acontece também no nosso dia a dia. Quantas pessoas que você conhece foram levadas a sério somente depois de sua ausência? Quantas pessoas você deixou ir embora para somente depois disso saber a importância delas em sua vida? Estou falando do seu pai, da sua mãe, dos seus irmãos, do seu marido, da esposa, do namorado (a). Não sabemos reconhecer a importância do “outro”, enquanto o “outro” está diariamente ao nosso redor. Não sabemos avaliar a diferença brutal de cada um de nossos amigos e parentes no nosso modo de viver e enxergar a vida. Mas quando é chegado ao fim a missão de alguém neste plano, aí então, lamentaremos e saberemos enfim, a importância do “outro” em nossa vida. Portanto, não espere perder alguém querido para dar a ele o seu devido valor. Agradeça, elogie, de amor, carinho e atenção aqueles que tanto lhe quer bem. Faça isso hoje. Amanhã pode ser tarde demais.

*

Para finalizar, deixo uma frase do imortal Moacyr Scliar: “Precisamos acordar todas as manhãs com o olhar brilhante, mesmo que haja chuva, renascendo de todo o passado, pois o presente é o tempo de amar, é o tempo de viver, de perdoar e de ser perdoado” – Moacyr Scliar

*Éber Sander é escritor, formado em Administração de Empresas, pós-graduando em Supply Chain Management, autor do livro “Perguntas Indiscretas – e outros contos e crônicas”

Contato para eventos: eber.sander@gmail.com Blog: www.ebersander.wordpress.com

Compre o livro “Perguntas Indiscretas” aqui: www.parentese.com.br

Twitter: @EberSander

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under 1

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s