Tag Archives: liderança

Artigo: Tragédias que se repetem

TRAGÉDIAS QUE SE REPETEM por Marina Silva

Fim de 2008, início de 2009, tragédia em Santa Catarina. Fim de 2009, início de 2010, tragédia no Rio de Janeiro. Não bastava um episódio tão doloroso? Não teria sido possível evitar as proporções terríveis do segundo? O mais dramático nesses e em tantos outros casos é a repetição. Sugere inércia e uma irresponsabilidade insuportável que, passado o impacto inicial de vidas perdidas e a devastação de patrimônios tão duramente conquistados, retoma a rotina. E o discurso de que foi o excesso de chuvas a razão do desastre. Áreas frágeis e não recomendadas para habitação continuam a ser ocupadas. Medidas preventivas permanecem sendo tomadas de maneira paliativa, com pouca verba, empenho e prioridade. Há iniciativas como o estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro sobre as vulnerabilidades do litoral do Estado às mudanças climáticas, mas sem consequências práticas. As pessoas atingidas continuam a depender quase que unicamente do heroísmo de bombeiros, de grupos de defesa civil, de voluntários que, não raro, aparecem nos noticiários impotentes diante da desproporção entre suas forças e a enormidade da perda e da dor.

Não sei o que se pode dizer aos familiares e amigos das vítimas das chuvas e deslizamentos, mais do que foi dito às vítimas de Santa Catarina. As catástrofes causadas pelo mortífero tripé -chuvas fortes, encostas instáveis e construção em áreas inadequadas- só mudam de lugar. O que parece não acontecer é uma intervenção no único vetor do qual temos controle: o uso e ocupação das áreas. Sei por experiência própria o que é a perda radical, como a que acontece quando uma correnteza avassaladora invade a casa, leva as pessoas e desmonta o nosso mundo. Não há nada a fazer, a não ser tentar salvar-se e a quem esteja ao alcance da mão. Tudo tão brutal que muitas vezes nem as lágrimas acodem. John Owen, pastor e teólogo, dizia que os pregadores precisam “experimentar o poder da verdade que pregam em e sobre suas próprias almas“. Quem não sente a alma incomodada pelo calvário daqueles que são atingidos de maneira frontal – e, na maioria das vezes, evitável – pelos fenômenos naturais não tem sensibilidade suficiente para mitigá-lo. Não é justo, não é aceitável que a cada ano mais pessoas passem por tal experiência limite, quando se sabe que é possível fazer mais. A melhor homenagem às vítimas é lutar para construir e instituir, até porque a tendência é aumentar a ocorrência dos fenômenos climáticos que agravarão ainda mais esse tipo de catástrofe, o que já deveria ser um pleno e efetivo direito da  sociedade: a segurança ambiental.

MARINA SILVA – Senadora pelo Partido Verde.

Deixe um comentário

Filed under 1

Doses homeopáticas

  • Os deputados federais aprovaram ontem a criação de cerca de 8 mil novas vagas de vereadores nas cidades brasileiras. Penso que não precisamos de quantidade, mas sim de qualidade. Porém, o fato de aumentar o número de cadeiras, pode ser benéfico para a entrada de vereadores opositores. Democracia se faz com questionamentos, Câmara Municipal chapa branca é ausência da democracia. Todos só dizem Amém e não se discute nada.

 

  • Senadores deixaram para hoje a votação do item da “Reforma Eleitoral” que diz respeito à liberdade de expressão na web. Fique de olho no voto do seu senador. Eduardo Azeredo (PSDB) e Marco Maciel (DEM) querem restringir o irrestringível. Veja a lista dos senadores que já são favoráveis as emendas que derrubam a censura na internet: Aloizio Mercadante (PT-SP), Romero Jucá (PMDB-RR) e Álvaro Dias (PSDB-PR): Raimundo Colombo (DEM-SC), José Sarney (PMDB-AP), Cristovam Buarque (PDT-DF), Osmar Dias (PDT-PR), Pedro Simon (PMDB-RS), Renato Casagrande (PSB-ES), Augusto Botelho (PT-RR), Delcídio Amaral (PT-MS), Eduardo Suplicy (PT-SP), Fátima Cleide (PT-RO), João Pedro (PT-AM), Tião Viana (PT-AC), Marina Silva (PV-AC) e Demóstenes Torres (DEM-GO).

Deixe um comentário

Filed under 1

Artigo: 5 atitudes para sobreviver a crise

5 atitudes para sobreviver a crise

1 – Seja Otimista: Não importa a nuvem negra que está lá fora, a tempestade que chegou (ou a que ainda vai chegar), esqueça os dados negativos das empresas mundiais, não fique pensando e falando que estamos todos perdidos com esta crise. Mantenha uma atitude otimista perante a vida, vislumbre cenários melhores, seja otimista, leia o livro “O Segredo” e saiba mais sobre o poder dos pensamentos positivos.

2 – Seja habilidoso: O que difere um jogador de sucesso de um jogador medíocre é a sua habilidade. Em tempos de crise precisamos ser extremamentes habilidosos. Ser habilidoso é saber a hora de entrar no jogo, de permanecer, mas, sobretudo, a hora de sair do jogo e voltar na próxima partida.

3 – Seja amigável: Quando as coisas não vão bem temos o péssimo hábito de brigar com tudo e com todos. Esta decisão é de longe a mais errada. É na crise que você tem que aumentar e fortalecer o seu networking. Não se isole do mundo esperando o fim dos tempos, certamente ele não virá e você terá perdido todo esse tempo que esteve recluso do mundo. Vá às palestras, congressos, seminários, reuniões… Apresente-se ao mundo e se estiver sem emprego por conta da crise, diga a todo mundo, alguém vai lhe indicar alguma vaga.

4 – Seja empreendedor: Desde o inicio do século temos ouvido falar muito em empreendendorismo, esse palavrão quer dizer: pessoas que tem iniciativa, que vão em frente, que não esperam ver a banda passar, eles mesmo criam a sua banda. Tenha plena certeza que seus superiores estão de olho (bons olhos) nos colaboradores que são empreendedores.

5 – Seja estudante: Estude, estude, estude. Estou convencido de que os estudantes  não só herdarão o futuro, mas irão sobreviver ao presente. Hoje as empresas estão com inúmeras exigências para o preenchimento de suas vagas, ou você estuda, se qualifica, busca o conhecimento intensamente ou a crise nunca vai acabar para você.

Portanto, essas são algumas atitudes para sobrevivermos a essa malfadada crise, que ninguém sabe onde vai terminar. Ah, e não custa nada lhe desejar boa sorte!

 

Éber Sander é consultor, escritor e palestrante

www.ebersander.wordpress.com

2 comentários

Filed under 1