Tag Archives: marina silva

O Brasil não é um país sério (!)

No passado alguém já havia dito que o Brasil não é um país sério. Lamentávelmente, a frase parece-me verdadeira. Veja o que está acontecendo em Minas Gerais: http://tinyurl.com/43a4u3h

Justamente a profissão que mais deveria ser valorizada no país é maltrada e humilhada por esses políticos #fdp. Ou eu estou errado?

Até quando, Brasil? Até quando?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Filed under 1

Eleições 2010 – por Éber Sander

Eleições 2010

*Éber Sander

Em outubro elegeremos além do presidente, senador e governador, deputados federais e estaduais.

Porém, com a quantidade de candidatos a federal e estadual em nossa cidade, sinto que não teremos nenhum representante. Infelizmente, diga-se de passagem.

Ao contrário do político/palhaço Tiririca que não sabe o papel de um deputado, é de suma importância que o eleitorado conheça o papel dos representantes do povo a nível estadual e federal, pois são eles que criam e votam as mais variadas leis que podem beneficiar ou prejudicar a população.

São os deputados também que brigam pela vinda de recursos para nossa cidade. Ficam as perguntas: O deputado (a) que você votou há quatro anos atrás foi eleito? Caso sim, o que ele fez de bom para a população indaiatubana? Não seria o momento de termos novos representantes? Será possível que candidatos “Ficha Suja” ganhem novamente as eleições? Você faz a análise da vida regressa dos candidatos? É certo votar em candidatos de fora da cidade?

Portanto, não faltam opções de voto para candidatos a federal e estadual para os eleitores de Indaiatuba. Resta saber se estes senhores estão comprometidos com a causa social, ou apenas com os seus próprios bolsos. Sinceramente, em muitos eu tenho minhas dúvidas. E o político/palhaço Tiririca errou ao afirmar que “Pior do que está não pode ficar”. Tenho absoluta certeza que pode, e pode muito.

*Éber Sander é autor do livro “Perguntas Indiscretas – e outros contos e crônicas”

www.ebersander.wordpress.com

Deixe um comentário

Filed under 1

Fim das sacolas plásticas – por Éber Sander

Fim das sacolas plásticas

*Éber Sander

No último dia 16 entrou em vigor no Rio de Janeiro a Lei 5.502/09, que restringe o uso de sacolas plásticas no comércio daquela cidade.

Trata-se de uma grande e importante Lei. De acordo com o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Luiz Firmino Martins, a lei determina que os estabelecimentos ofereçam descontos de três centavos a cada cinco produtos vendidos, além de disponibilizar sacolas ecológicas, caixas de papelão ou qualquer outra forma para que os clientes possam levar os produtos comprados.

O autor da lei, o deputado estadual Carlos Minc (PT), usou como argumentos para a implantação da lei o fato de que o Brasil usa por ano 18 bilhões de sacolas plásticas. Apenas no Rio de Janeiro, são 2,4 bilhões por ano.

É de conhecimento geral que as sacolas plásticas são um grande problema para o meio ambiente, além de entupirem galerias de esgotos e águas pluviais, poluem mares e rios, sujam as cidades, matam por asfixia os animais que buscam por alimentos nos lixos e ainda por cima levam centenas de anos para desaparecer.

Em Indaiatuba foi aprovada no mês de Abril deste ano, a Lei de autoria do vereador Fábio Conte, que dispõe de atendimento preferencial em estabelecimentos comerciais do município. Já é alguma coisa, porém, é preciso avançar ainda mais. A lei aprovada no Rio de Janeiro é certamente melhor que a de Indaiatuba. Temos que acabar com o mal (sacolas plásticas) de uma vez por toda.

Portanto, fica o exemplo do Rio de Janeiro para todas as cidades brasileiras. Acabar com as sacolas plásticas não será algo fácil, porém, é preciso ousadia do poder público e conscientização da população.

*Éber Sander é escritor autor do livro “Perguntas Indiscretas”

www.ebersander.wordpress.com

3 comentários

Filed under 1

Artigo: Pobre em Indaiatuba

Pobre em Indaiatuba

*Éber Sander

“Pobre em Indaiatuba é tratado como lixo”. A declaração é de uma moradora de Indaiatuba dada ao jornalista Rafinha Bastos, do programa CQC – Custe o Que Custar – exibido pela TV Bandeirantes na última segunda-feira (24).

Para quem é de fora (e até mesmo para a grande maioria dos abastados da própria cidade) a moradora está equivocada, porém, para a grande maioria da população a citação é verdadeira, senão, vejamos:

É verdade ou não que as periferias da cidade estão todas esquecidas, sem segurança, sem asfalto decente e sem atenção?

É verdade ou não que os servidores públicos estão descontentes com o mísero salário que recebem da prefeitura?

É verdade ou não que para ter casa própria em Indaiatuba só desembolsando altas somas, visto a especulação imobiliária da cidade, tomada por loteamentos absurdamente caros?

É verdade ou não que faltam médicos, enfermeiros e material nos hospitais da cidade?

É verdade ou não que somos reféns de uma única empresa de transporte público que cobra valores estratosféricos e ainda não cumpre a promessa do bilhete único?

É verdade ou não que Indaiatuba virou propriedade de meia dúzia de pessoas (ricas), que mandam e desmandam na cidade?

É verdade ou não que estamos sitiados por um pedágio e nenhuma autoridade tem a capacidade de “peitar” e comprar a briga dos Indaiatubanos?

Por essas e tantas outras, pobre em Indaiatuba é tratado como lixo. E o lixo por aqui nem reciclado é…

*Éber Sander é escritor, pobre e lixo de Indaiatuba

www.ebersander.wordpress.com

2 comentários

Filed under 1

Votação final do Ficha Limpa é hoje

Segue abaixo mensagem da AVAAZ sobre a votação final do Ficha Limpa, na noite de hoje. Este assunto é mais importante para o país do que a lista com os jogadores brasileiros que vão à Copa do Mundo!

Caros amigos,

Estamos chegando nos momentos finais da Ficha Limpa – a votação é hoje à noite. A boa notícia é que políticos corruptos agora sabem que eles não podem vencer, a Ficha Limpa vai passar! Porém alguns estão investindo em uma última tentativa desesperada de enfraquecer o projeto de lei, introduzindo 9 emendas de última hora.

A pior delas retira crimes ambientais do projeto de lei, permitindo que políticos envolvidos na violação do direito ambiental possam permanecer no poder. Nessas últimas horas até a votação, vamos deixar claro que a população brasileira quer que a Ficha Limpa seja aprovada sem alterações e não iremos aceitar que meses e anos de esforço sejam esquecidos de última hora. Clique para enviar uma mensagem:

http://www.avaaz.org/po/obstaculo_final/?vl

A nossa campanha já é a maior e mais eficiente mobilização online do Brasil. Mas ainda não ganhamos. Alguns deputados estão contando com estes atrasos na votação para ganhar apoio para as emendas. Vamos mostrar que eles estão errados:

http://www.avaaz.org/po/obstaculo_final/?vl

 Com esperança,

Graziela, Ricken, Alice, Luis, Pascal, Paul, Iain e toda a equipe Avaaz

Deixe um comentário

Filed under 1

Trânsito no Distrito Industrial de Indaiatuba

O artigo abaixo será publicado na coluna da Silvia Bolívar, jornal Tribuna de Indaiá de sábado (15), aos leitores do blog, a leitura disponível desde já.

Trânsito no Distrito Industrial de Indaiatuba

É lamentável dizer, mas o trabalhador indaiatubano que vai todos os dias para o trabalho no Distrito Industrial não tem nem a certeza de que vai chegar ao trabalho e depois à tarde, se conseguirá chegar a sua casa.

O trânsito que se forma na entrada do Distrito Industrial é algo digno de São Paulo na hora do rush, por falta de planejamento e visão dos políticos locais. Todos os trabalhadores vão ao mesmo tempo, na mesma direção, visto que há apenas uma entrada para o Distrito Industrial.

Praticamente todos os dias é possível verificar acidentes e mais acidentes, muitos com vítimas fatais.

Certamente os senhores políticos não sabem do caos que é no local, pois estão em seus belos aposentos tomando um delicioso café da manhã, enquanto o povo sofrido enfrenta o trânsito maluco e infernal para ir trabalhar.

Já passou da hora das autoridades de Indaiatuba pensar em algo para minimizar este grave problema. Afinal, eles são pagos para isso!

Fica o convite para os vereadores, prefeito e secretário municipal responsável pelo trânsito, visitarem a entrada do Distrito de Indaiatuba das 6 às 8 e das 16 às 18 horas, aí sim, vão ver o caos ao vivo, em cores e pedaços de carros e motos espalhados pelo caminho.

Éber Sander

www.ebersander.wordpress.com

Deixe um comentário

Filed under 1

Votação das emendas do Ficha Limpa

Transcrevo abaixo na íntegra o texto do jornalista Josias de Sousa, publicado hoje (11) em seu blog. O texto discorre sobre a votação das emendas do projeto Ficha Limpa, vale a pena a leitura atenta:

 A Câmara retoma na noite desta terça a votação do projeto que limita a participação de candidatos com fichas sujas nas eleições.

 O texto principal foi aprovado na semana passada. Vão a voto agora as emendas que os deputados engancharam na proposta.

 Há doze emendas. A maior parte visa flexibilizar o texto, facilitando a vida dos políticos com problemas na Justiça.

Levadas a voto na semana passada, três emendas foram rejeitadas. Há nove penduricalhos por votar. Seis sugerem o abrandamento do projeto.

Um deles, de autoria do PP, carrega um refresco para os congressistas que integram a bancada ruralista. Coisa de 140 parlamentares.

Essa emenda propõe que sejam excluídos do rol de crimes que sujeitam os autores à inelegibilidade de oito anos os delitos contra o meio ambiente e a saúde pública.

Significa dizer que, se aprovada, a novidade vai autorizar as candidaturas de políticos condenados por desmatamento de florestas.

Há mais: na rabeira dessa mesma emenda, sugere-se a exclusão também os crimes praticados contra a saúde pública. Assim mesmo, bem abrangente.

Para que uma emenda seja aprovada, é preciso que pelo menos 257 deputados votem a favor. Será um teste para o prestígio dos ruralistas.

Noutra emenda, o PP propõe a exclusão do projeto ficha limpa do crime de abuso de autoridade.

O texto original, redigido pelo deputado José Eduardo Cardozo, já prevê exceções. Anota o seguinte:

 O crime de abuso de autoridade só impede a candidatura do infrator se a sentença determinar a “perda do cargo ou a inabilitação para o exercício de função pública”.

 Aprovada a emenda do PP, vai prevalecer uma espécie de liberou geral. As autoridades-candidatas poderão abusar à vontade.

 Deve-se ao PMDB a autoria de outra emenda de teor capcioso. Sugere que seja suprimida do texto já aprovado a expressão “proferida por órgão colegiado”.

 Tenta-se aqui, adicionar açúcar no refresco. Em sua versão original, o projeto de iniciativa popular proibia a candidatura de todos os políticos condenados.

No moedor de projetos da Câmara, eliminou-se o inconveniente das sentenças de primeiro grau, proferidas monocraticamente por juízes.

Ficou entendido que só ficarão só ficarão impedidos de ir às urnas os políticos condenados por “órgãos colegiados”. Vale dizer: tribunais de segunda instância.

Caindo a expressão “proferida por órgão colegiado”, como deseja o PMDB, volta-se ao pior cenário. Nem juiz nem colegiado.

O político só seria considerado efetivamente condenado depois que se chegasse a algo que os advogados chamam de “trânsito em julgado”.

No português das ruas: a ficha do sujeito só ficaria suja depois que fossem julgados todos os recursos que a legislação brasileira faculta aos réus.

Combinando-se os recursos à morosidade do Judiciário, um político pouco asseado pode desfrutar de uma carreira longeva –duas, três décadas.

Considerando-se que o STF, foro de julgamento de congressistas, ministros e presidentes jamais condenou ninguém, a carreira dos sujos pode durar uma vida.

Em sentido oposto, o PSDB apresentou emenda na qual sugere a volta à fórmula que viera das ruas: inabilitação dos candidatos condenados em primeiro grau.

De zero a dez, as chances de que algo assim seja aprovado é de menos 11.

A platéia deve se dar por satisfeita se o plenário da Câmara rejeitar a esperteza do PMDB, mantendo a condenação proibitiva no nível da segunda instância.

Seja qual for o resultado o resultado das votações, o projeto ainda terá de passar pelo crivo do Senado. As novas regras não valerão para a eleição de 2010. 

– Serviço: Aqui, uma lista das emendas pendentes de votação. Elaborou-a o MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral).

Nota do blog: Fique atento ao voto do seu representante.

Deixe um comentário

Filed under 1