Tag Archives: meio ambiente

Plante árvore na sua calçada

Se você é de Indaiatuba sabe o quanto a cidade é quente. Uma das formas de minimizar o efeito do sol e melhorar a qualidade de vida e o ar em nossa cidade é plantando árvores.

A Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente faz doações de árvores para serem plantadas nas calçadas em frente as residências. Se você é da cidade e quer contribuir para termos uma cidade mais arborizada, entre em contato pelo fone ou e-mail abaixo e peça a sua muda de árvore. O plantio é feito pelos próprios funcionários da Secretaria.

Deixe um comentário

Filed under 1

Os santinhos dos infernos

A Secretaria Municipal de Urbanismo e do Meio Ambiente recolheu 105 sacos de lixo de 100 litros na manhã desta segunda-feira (08) com o início da operação especial de limpeza após a eleição. Sete equipes formadas por cerca de 100 funcionários da Secretaria foram montadas para atender a demanda dos serviços e a previsão é de que a limpeza do lixo eleitoral seja concluída até a sexta-feira (12).

 A secretária de Urbanismo, Mariângela Gomes Carneiro, informou que a pedido da Justiça Eleitoral, a equipe de limpeza já havia feito um trabalho prévio entre às 22h de sábado e 3h da madrugada de domingo, mas acabavam de retirar os “santinhos” das ruas e logo jogavam mais. “O esquema de limpeza prévia não deu certo, por isso decidimos suspender os trabalhos na madrugada de domingo e reiniciar na manhã desta segunda”, justificou.

 Também está empenhada na limpeza toda a equipe de varrição que normalmente ficam nas praças e pontos públicos de maior movimento. A ordem é limpar inicialmente as escolas e redondezas, onde o volume de lixo é maior, para depois se deslocar para o restante das ruas e espaços públicos. Todo o material recolhido será encaminhado para a Usina de Reciclagem.

Com informações do site da Prefeitura de Indaiatuba: www.indaiatuba.sp.gov.br

Espero sinceramente que as autoridades competentes e principalmente os candidatos nas próximas eleições tenham mais consciência e parem com essa palhaçada que é jogar “santinhos” horas antes do início das votações. Será que é pedir demais?

Deixe um comentário

Filed under 1

Eu não voto no José Serra – por Éber Sander

Eu não voto no José Serra

*Éber Sander

Eu não voto no José Serra, não porque ele abandonou Indaiatuba enquanto foi governador do estado de São Paulo. Não porque ele não fez absolutamente nada para minimizar o sofrimento dos indaiatubanos com relação ao roubo do pedágio. Pagar R$ 9,15 para andar 20 km – de Indaiatuba a Campinas – é o fim da picada!

Eu não voto no José Serra, não porque o Crack tomou conta das ruas e praças do estado, não porque o crime organizado manda e desmanda, não porque a Policia Militar de São Paulo é a que menos ganha em todo o Brasil, não porque a Policia Civil está sucateada.

Não porque as crianças passam de série sem saber ler e escrever. Não porque os professores não recebem a atenção que merecem.

Eu não voto no José Serra, não porque ele usou uma favela falsa em seu programa eleitoral gratuito, não porque de dia ele ataca e a noite ele afaga aquele que sempre foi o seu maior adversário na política.

Eu não voto no José Serra, não porque ele não cumpriu em sua totalidade o cargo de prefeito da capital e de governador. Quem garante que depois de 2 (dois) anos como presidente ele não vai querer sair para ser presidente do mundo?!

Eu não voto no José Serra não porque ele não usa a imagem do ex-presidente da nação, um amigo de partido, mais conhecido como FHC.

Eu não voto no José Serra, não porque o PSDB está há 16 governando o estado de São Paulo e poderia ter feito muito mais.

Eu não voto no José Serra, não pelas situações acima. Eu não voto no José Serra, porque eu não voto no José Serra!

*Éber Sander é escritor autor do livro “Perguntas Indiscretas – e outros contos e crônicas”

www.ebersander.wordpress.com

3 comentários

Filed under 1

Fim das sacolas plásticas – por Éber Sander

Fim das sacolas plásticas

*Éber Sander

No último dia 16 entrou em vigor no Rio de Janeiro a Lei 5.502/09, que restringe o uso de sacolas plásticas no comércio daquela cidade.

Trata-se de uma grande e importante Lei. De acordo com o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Luiz Firmino Martins, a lei determina que os estabelecimentos ofereçam descontos de três centavos a cada cinco produtos vendidos, além de disponibilizar sacolas ecológicas, caixas de papelão ou qualquer outra forma para que os clientes possam levar os produtos comprados.

O autor da lei, o deputado estadual Carlos Minc (PT), usou como argumentos para a implantação da lei o fato de que o Brasil usa por ano 18 bilhões de sacolas plásticas. Apenas no Rio de Janeiro, são 2,4 bilhões por ano.

É de conhecimento geral que as sacolas plásticas são um grande problema para o meio ambiente, além de entupirem galerias de esgotos e águas pluviais, poluem mares e rios, sujam as cidades, matam por asfixia os animais que buscam por alimentos nos lixos e ainda por cima levam centenas de anos para desaparecer.

Em Indaiatuba foi aprovada no mês de Abril deste ano, a Lei de autoria do vereador Fábio Conte, que dispõe de atendimento preferencial em estabelecimentos comerciais do município. Já é alguma coisa, porém, é preciso avançar ainda mais. A lei aprovada no Rio de Janeiro é certamente melhor que a de Indaiatuba. Temos que acabar com o mal (sacolas plásticas) de uma vez por toda.

Portanto, fica o exemplo do Rio de Janeiro para todas as cidades brasileiras. Acabar com as sacolas plásticas não será algo fácil, porém, é preciso ousadia do poder público e conscientização da população.

*Éber Sander é escritor autor do livro “Perguntas Indiscretas”

www.ebersander.wordpress.com

3 comentários

Filed under 1

Artigo: Melhores em quê?

Melhores em quê?

Éber Sander

Já que daqui para frente não se discutirá outro assunto a não ser a Copa do Mundo na África do Sul, vale a pena uma reflexão e análise mais profunda sobre os números de alguns dos países participantes desta copa.

Como exemplo para análise utilizaremos cinco países e três aspectos econômicos/sociais de cada um deles.

Os países escolhidos (não por acaso) são os chamados desenvolvidos, outrora chamados de 1º mundo, vejamos então: Suíça; Alemanha; EUA e Japão.

Os dados analisados foram: expectativa de vida, alfabetização e o índice de mortalidade infantil.

Na Suíça, a expectativa de vida é de 81,7 anos, a alfabetização atinge 99% da sua população e a mortalidade infantil é de apenas 4,1 a cada mil nascimentos.

Já na Alemanha, a expectativa de vida bate na casa dos 79,4 anos, 99% de sua população é alfabetizada e ocorrem 4,08 mortes infantil a cada mil nascimentos.

Nos EUA, a expectativa de vida gira em torno dos 78,2 anos, a alfabetização também é de 99% de sua população e ocorrem 6,3 mortes a cada mil nascimentos.

Estão no Japão os dados mais animadores dos países da Copa. A expectativa de vida em terras japonesas é de 82,6 anos, 99% de sua população é alfabetizada e ocorrem apenas 3,2 mortes a cada mil nascimentos.

Quando olhamos os dados do Brasil e comparamos com os países acima citados, levamos de goleada.

Em terras tupiniquins a expectativa de vida é de apenas 72,4 anos, temos somente 90% da população alfabetizada e o índice de mortalidade infantil no Brasil é assustador: 23,6 a cada mil nascimentos.

Portanto, fica muito claro que temos muito que aprender com as outras nações que vão à África do Sul. Que os políticos brasileiros e principalmente os eleitores possam olhar os números e refletir acerca do longo caminho que temos que percorrer para nos tornarmos um país desenvolvido. Aí sim, seremos campeões, por enquanto, estamos na lanterna do campeonato.

Éber Sander é escritor autor do livro Perguntas Indiscretas

www.ebersander.wordpress.com

4 comentários

Filed under 1

1º Supermercado brasileiro a não utilizar sacos plásticos

Leia abaixo a íntegra da matéria da Assessoria de imprensa do Ministério do Meio Ambiente, sobre a primeira loja do Brasil a eliminar o uso de sacos plásticos tradicionais. Atitudes como esta devem ser aplaudidas e copiadas!

Parceiro do Ministério do Meio Ambiente com a campanha “Saco é um Saco”, o Carrefour lançou, nesta segunda-feira (15/03), dia mundial do consumidor, em Piracicaba (SP), a primeira loja do Brasil a eliminar o uso sacos plásticos tradicionais. Para substituir, disponibiliza aos cliente caixas de papelão, sacos reutilizáveis e sacolas biodegradáveis. A iniciativa será implantada em todas as lojas da rede, gradativamente, em cinco anos.

Para o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que participou da cerimônia em Piracicaba, “esse tipo de ação só é possível porque o consumidor brasileiro está cada vez mais consciente sobre os danos que as sacolas plásticas causam ao meio ambiente”.

Ele anunciou que desde o início da campanha Saco é um Saco, em 5 de junho de 2009, dia mundial do meio ambiente, o brasileiro deixou de utilizar de 600 milhões a 800 milhões de sacolas plásticas. Esse material leva cerca de 400 anos para se degradar.

O Brasil utiliza cerca de 12 bilhões de sacolas plásticas tradicionais por ano, segundo estimativa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). “Isso mostra o consumo consciente como instrumento de transformação da sociedade”, ressaltou Minc, ao afirmar que esse tipo de mudança é reflexo da conscientização da empresa e dos consumidores. No entanto, “isso não acontece do dia para noite”.

Como exemplo de danos que as sacolas plásticas podem gerar ao meio ambiente, Minc citou os casos de enchentes, causadas por tubulações entupidas por sacolas plásticas. Ele também citou os problemas causado nos aterros, nos rios e no mar.

Minc ainda acredita que haverá uma “imitação saudável” da iniciativa, que deverá ser copiada por outras redes de supermercados. O banimento de sacolinhas plásticas já acontece em vários países, como França e Bélgica.

Para o diretor-superintendente do grupo Carrefour Brasil, Jean-Marc Pueyo, “a eliminação das sacolas plásticas é uma ação decisiva do Carrefour para o meio ambiente”.

Sacolas retornáveis

A iniciativa é um desdobramento da campanha Saco é um Saco. Para estimular os clientes, o supermercado de Piracicaba vai disponibilizar sacolas retornáveis até o dia 31 de março, além de oferecer caixas.

Para dar alternativa ao consumidor, o Carrefour também vai vender sacolas biodegradáveis em 180 dias. As sacolas tradicionais levam 400 anos para sair do meio ambiente. A renda da venda dessas sacolas biodegradáveis será revertida para o Lar dos Velhinhos.

Os cliente também poderão utilizar caixas de papelão para carregar suas compras. Elas foram colocadas atrás dos caixas para facilitar o uso pelos consumidores.

Como resultado da parceria com o MMA, o Carrefour reduziu o uso de sacolas plásticas em 27 % e vendeu mais de cinco mil sacolas retornáveis. Além disso, a unidade de Piracicaba também coletou 40 toneladas de lixo orgânico, que virou adubo.

Para Minc, a indústria não vai perder mercado se começar a se adaptar à mudança do pensamento do consumidor, que está cada vez mais consciente dos cuidados que deve ter com o meio ambiente para melhorar a qualidade de vida.

O ministro finalizou destacando a necessidade da reutilizar, reaproveitar e reciclar os materiais no lugar de descartar. “Somos a sociedade do descartável. Parece que o meio ambiente é um grande lixo”.

por Ascom MMA

1 Comentário

Filed under 1

Hora de salvar a Terra – Copenhague

Caros amigos,

Incrível. Ontem a imprensa estava dizendo que Copenhague já começou errado.

Mas 24 horas depois, com milhões de assinaturas na petição, centenas de milhares de telefonemas e apelos massivos de todo o planeta, temos a chance de conseguir um acordo!

A pressão está funcionando – governantes estão freneticamente fazendo em horas o que eles falharam em fazer por anos, mas ainda estão divididos sobre o pacto que deverá impedir o aquecimento catastrófico de 2 graus. Especialistas dizem que o Presidente Lula é uma das melhores promessas de fechar a brecha e unir os líderes do norte e sul — porém, ele terá que começar com compromissos audaciosos por parte do Brasil. Clique abaixo para assinar esta petição de emergência para o Lula Salvar Copenhague, depois encaminhe este alerta para todo mundo!

http://www.avaaz.org/po/lula_salve_copenhague

A petição se tornou o centro de uma revolta global contra o fracasso de Copenhague. Os nomes da petição estão sento lidos por jovens que tomaram os espaços da conferência e em prédios de governos ao redor do mundo, incluindo o Departamento de Estado dos EUA e o escritório do Primeiro Ministro do Canadá.

O mais impressionante é que os próprios governantes estão apelando para as pessoas agirem. O Primeiro Ministro do Reino Unido Gordon Brown fez um apelo para 3000 membros da Avaaz em uma conferência por telefone na quarta-feira, pedindo uma campanha histórica pela Internet de 48 horas de cidadãos ao redor do mundo. Ele disse que o nosso impacto é fundamental. O Prêmio Nobel da Paz Desmond Tutu fez um apelo em uma das 3000 vigílias organizadas pelo nosso movimento proclamando “Marchamos na África do Sul e o apartheid caiu, marchamos em Berlim e o muro caiu, marchamos em Copenhague e VAMOS conseguir um acordo pra valer”.

A história está sendo escrita em Copenhague, mas não pelos governantes e sim por nós, milhões de pessoas ao redor do mundo que estão engajados diretamente, minuto a minuto, como nunca antes, na luta para salvar o planeta. A pressão está funcionando, vamos dar tudo de nós.

http://www.avaaz.org/po/lula_salve_copenhague

Com esperança e determinação,

Ricken, Alice, Ben, Paul, Luis, Iain, Veronique, Graziela, Pascal, Paula, Benjamin, Raj, Raluca, Taren, David, Josh e toda a equipe Avaaz

Deixe um comentário

Filed under 1