Tag Archives: pv

Artigo: A vez da mulher

A vez da mulher

*Éber Sander

Ainda não sei ao certo em quem votar para presidente nas eleições de outubro próximo. Sei apenas em quem não vou votar: em nenhum homem.

Pela primeira vez em sua história, o Brasil terá duas mulheres candidatas ao maior cargo público do país. É sem sombra de dúvidas algo a ser comemorado.

De um lado a fiel escudeira do presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) e do outro a também amiga e ex-ministra do meio ambiente; Dilma Rousseff e Marina Silva respectivamente.

Dilma Rousseff tem 63 anos, Marina Silva tem 52 anos. Uma está no PT, a outra é do PV.  Ambas tem histórias de dificuldades, lutas e conquistas assim como a maioria do povo brasileiro.

Estou decidido a não votar em nenhum candidato homem não somente por conta de suas posições políticas e seus históricos de governo, mas sim, pois penso que é chegada a hora de mostrarmos mais uma vez ao mundo, mas principalmente aos brasileiros, que estão com as mulheres às chaves para fazer do Brasil e do mundo um lugar melhor para se viver.

Poderia passar o dia escrevendo sobre a força, disciplina e garra das mulheres, mas não é necessário. Certamente você tem mãe, esposa, irmã, amiga e sabe muito bem do que elas são capazes de fazer.

É imprescindível levar toda doçura, elegância e competência para os altos cargos da política nacional.

Portanto, resta-me apenas escolher entre o vermelho ou o verde. Que vença a melhor!

*Éber Sander é escritor autor do livro Perguntas Indiscretas

www.ebersander.wordpress.com

1 Comentário

Filed under 1

1º Supermercado brasileiro a não utilizar sacos plásticos

Leia abaixo a íntegra da matéria da Assessoria de imprensa do Ministério do Meio Ambiente, sobre a primeira loja do Brasil a eliminar o uso de sacos plásticos tradicionais. Atitudes como esta devem ser aplaudidas e copiadas!

Parceiro do Ministério do Meio Ambiente com a campanha “Saco é um Saco”, o Carrefour lançou, nesta segunda-feira (15/03), dia mundial do consumidor, em Piracicaba (SP), a primeira loja do Brasil a eliminar o uso sacos plásticos tradicionais. Para substituir, disponibiliza aos cliente caixas de papelão, sacos reutilizáveis e sacolas biodegradáveis. A iniciativa será implantada em todas as lojas da rede, gradativamente, em cinco anos.

Para o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que participou da cerimônia em Piracicaba, “esse tipo de ação só é possível porque o consumidor brasileiro está cada vez mais consciente sobre os danos que as sacolas plásticas causam ao meio ambiente”.

Ele anunciou que desde o início da campanha Saco é um Saco, em 5 de junho de 2009, dia mundial do meio ambiente, o brasileiro deixou de utilizar de 600 milhões a 800 milhões de sacolas plásticas. Esse material leva cerca de 400 anos para se degradar.

O Brasil utiliza cerca de 12 bilhões de sacolas plásticas tradicionais por ano, segundo estimativa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). “Isso mostra o consumo consciente como instrumento de transformação da sociedade”, ressaltou Minc, ao afirmar que esse tipo de mudança é reflexo da conscientização da empresa e dos consumidores. No entanto, “isso não acontece do dia para noite”.

Como exemplo de danos que as sacolas plásticas podem gerar ao meio ambiente, Minc citou os casos de enchentes, causadas por tubulações entupidas por sacolas plásticas. Ele também citou os problemas causado nos aterros, nos rios e no mar.

Minc ainda acredita que haverá uma “imitação saudável” da iniciativa, que deverá ser copiada por outras redes de supermercados. O banimento de sacolinhas plásticas já acontece em vários países, como França e Bélgica.

Para o diretor-superintendente do grupo Carrefour Brasil, Jean-Marc Pueyo, “a eliminação das sacolas plásticas é uma ação decisiva do Carrefour para o meio ambiente”.

Sacolas retornáveis

A iniciativa é um desdobramento da campanha Saco é um Saco. Para estimular os clientes, o supermercado de Piracicaba vai disponibilizar sacolas retornáveis até o dia 31 de março, além de oferecer caixas.

Para dar alternativa ao consumidor, o Carrefour também vai vender sacolas biodegradáveis em 180 dias. As sacolas tradicionais levam 400 anos para sair do meio ambiente. A renda da venda dessas sacolas biodegradáveis será revertida para o Lar dos Velhinhos.

Os cliente também poderão utilizar caixas de papelão para carregar suas compras. Elas foram colocadas atrás dos caixas para facilitar o uso pelos consumidores.

Como resultado da parceria com o MMA, o Carrefour reduziu o uso de sacolas plásticas em 27 % e vendeu mais de cinco mil sacolas retornáveis. Além disso, a unidade de Piracicaba também coletou 40 toneladas de lixo orgânico, que virou adubo.

Para Minc, a indústria não vai perder mercado se começar a se adaptar à mudança do pensamento do consumidor, que está cada vez mais consciente dos cuidados que deve ter com o meio ambiente para melhorar a qualidade de vida.

O ministro finalizou destacando a necessidade da reutilizar, reaproveitar e reciclar os materiais no lugar de descartar. “Somos a sociedade do descartável. Parece que o meio ambiente é um grande lixo”.

por Ascom MMA

1 Comentário

Filed under 1

Artigo: Tragédias que se repetem

TRAGÉDIAS QUE SE REPETEM por Marina Silva

Fim de 2008, início de 2009, tragédia em Santa Catarina. Fim de 2009, início de 2010, tragédia no Rio de Janeiro. Não bastava um episódio tão doloroso? Não teria sido possível evitar as proporções terríveis do segundo? O mais dramático nesses e em tantos outros casos é a repetição. Sugere inércia e uma irresponsabilidade insuportável que, passado o impacto inicial de vidas perdidas e a devastação de patrimônios tão duramente conquistados, retoma a rotina. E o discurso de que foi o excesso de chuvas a razão do desastre. Áreas frágeis e não recomendadas para habitação continuam a ser ocupadas. Medidas preventivas permanecem sendo tomadas de maneira paliativa, com pouca verba, empenho e prioridade. Há iniciativas como o estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro sobre as vulnerabilidades do litoral do Estado às mudanças climáticas, mas sem consequências práticas. As pessoas atingidas continuam a depender quase que unicamente do heroísmo de bombeiros, de grupos de defesa civil, de voluntários que, não raro, aparecem nos noticiários impotentes diante da desproporção entre suas forças e a enormidade da perda e da dor.

Não sei o que se pode dizer aos familiares e amigos das vítimas das chuvas e deslizamentos, mais do que foi dito às vítimas de Santa Catarina. As catástrofes causadas pelo mortífero tripé -chuvas fortes, encostas instáveis e construção em áreas inadequadas- só mudam de lugar. O que parece não acontecer é uma intervenção no único vetor do qual temos controle: o uso e ocupação das áreas. Sei por experiência própria o que é a perda radical, como a que acontece quando uma correnteza avassaladora invade a casa, leva as pessoas e desmonta o nosso mundo. Não há nada a fazer, a não ser tentar salvar-se e a quem esteja ao alcance da mão. Tudo tão brutal que muitas vezes nem as lágrimas acodem. John Owen, pastor e teólogo, dizia que os pregadores precisam “experimentar o poder da verdade que pregam em e sobre suas próprias almas“. Quem não sente a alma incomodada pelo calvário daqueles que são atingidos de maneira frontal – e, na maioria das vezes, evitável – pelos fenômenos naturais não tem sensibilidade suficiente para mitigá-lo. Não é justo, não é aceitável que a cada ano mais pessoas passem por tal experiência limite, quando se sabe que é possível fazer mais. A melhor homenagem às vítimas é lutar para construir e instituir, até porque a tendência é aumentar a ocorrência dos fenômenos climáticos que agravarão ainda mais esse tipo de catástrofe, o que já deveria ser um pleno e efetivo direito da  sociedade: a segurança ambiental.

MARINA SILVA – Senadora pelo Partido Verde.

Deixe um comentário

Filed under 1

Artigo: Eleições 2010

Eleições 2010

Éber Sander

Terminou no último dia 03, o prazo para aqueles que irão concorrer a algum cargo em 2010. Exatamente há 1 ano das eleições federais e estaduais do novo ano que se aproxima. Nos últimos dias a corrida para filiação e troca de partido foi grande.

Pessoas reconhecidas nacionalmente filiaram-se a diversos partidos, tais como o ex-jogador de futebol Romário que foi para o PSB – Partido Socialista Brasileiro, seu colega de gramado Edmundo escolheu ingressar no PP – Partido Progressista, o mesmo de Paulo Maluf. Já o ex-boxeador Acelino Popó filiou-se ao PRB – Partido Republicano Brasileiro.

O escritor e educador Gabriel Chalita, atual vereador da cidade de São Paulo, deixou o PSDB – Partido Socialista Democrático Brasileiro, para seguir carreira no PSB, o mesmo do jogador Romário.  Outro ilustre que foi para o PSB é o atual presidente da Fiesp – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Paulo Skaf.

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, resolveu filiar-se ao PMDB – Partido do Movimento Democrático Brasileiro. Outro partido que tem recebido muita atenção da mídia e da população brasileira é o PV da ex-petista Marina Silva. O partido acolheu um grande número de empresários do estado de São Paulo, como o presidente da Natura, Guilherme Leal e Ricardo Young, presidente do Instituto Ethos.

Poderia discorrer mais uma centena de nomes, mas o importante mesmo é atentar-se aos ideais dos prováveis candidatos e observar com muita atenção o programa de cada partido.

Certamente é preciso avançar ainda mais para que o Brasil seja de fato – não apenas de boca – totalmente democrático.

É preciso criar leis como: voto não obrigatório, serviço militar não obrigatório, além de diversas outras mudanças.

Portanto, é preciso atenção redobrada, e como já dizia Ulysses Guimarães: “Quem não se interessa pela política, não se interessa pela vida”.

 Éber Sander

www.ebersander.wordpress.com

1 Comentário

Filed under 1

Marina Silva Presidente

Recebi esta mensagem em meu e-mail e gostaria de partilhar com meus leitores, é do Movimento Marina Silva Presidente. Vamos a mensagem então:

Você é convidado e convidada para conhecer o Movimento Marina Silva Presidente. Se está recebendo este convite é porque algum amigo ou amiga seu lhe indicou. O Movimento está crescendo rapidamente e com muita qualidade, é provável que você receba este convite mais de uma vez.

O Movimento Marina Silva Presidente é uma campanha apartidária e não-institucional para que Marina Silva seja Presidente do Brasil. Identificamos em Marina uma forte liderança política e ambientalista com capacidade para assumir a Presidência da República.

Eu, junto com mais de seis mil e cem pessoas, estou apostando na candidatura dessa mulher, brasileira e planetária, com potencial político e pedagógico para expressar a emergente – e emergencial – transição para a Democracia com Sustentabilidade.

Marina tem força para concretizar as mudanças e transformações fundamentais que poucas lideranças políticas, hoje, teriam a capacidade de acessar para tornar realidade. É um exemplo para inspirar e educar a sociedade brasileira a seguir novos caminhos políticos diferentes das atualmente oferecidas pelas lideranças políticas estabelecidas.

Nós, cidadãos e cidadãs, precisamos assumir responsabilidades individuais e coletivas para com o conjunto da sociedade em nossa convivência com os outros seres da Natureza. Nossas escolhas afetam a todas e a cada pessoa, o local e o global. Temos uma chance agora, que está em nossas mãos, com ajuda da internet. A eleição de Barack Obama já nos mostrou a força das redes sociais na política. A sua opinião e atuação pode mudar SIM o Brasil e o Mundo.

LEMBRETE: esta é uma iniciativa de cidadania ambiental e ética, formada por sujeitos históricos e ecológicos e não possui vínculo com a própria Marina Silva. Vamos juntos sensibilizar o Brasil e a própria Marina Silva a aceitar e assumir a força desta liderança.

Seja co-responsável pelo Desenvolvimento com Sustentabilidade e Democracia.

Acesse o site www.marinasilvapresidente.org conheça e inscreva-se.

1 Comentário

Filed under 1

Doses homeopáticas

  • O sociólogo Francisco de Oliveira disse que a candidatura da senadora Marina Silva a presidência da república em 2010 pelo PV seria um “raio de sol”.

 

  • Ontem novamente um grupo de estudantes foi detido no Senado Federal. Prender estudantes está se tornando prática comum no Senado. Melhor seria prender os senadores ladrões, ou eu estou errado?

 

  • O senador Pedro Simon disse estar pensando em renunciar ao cargo de senador. Se fosse eu, não teria dúvidas em renunciar.

Deixe um comentário

Filed under 1