Tag Archives: sonhos

Artigo: Melhores em quê?

Melhores em quê?

Éber Sander

Já que daqui para frente não se discutirá outro assunto a não ser a Copa do Mundo na África do Sul, vale a pena uma reflexão e análise mais profunda sobre os números de alguns dos países participantes desta copa.

Como exemplo para análise utilizaremos cinco países e três aspectos econômicos/sociais de cada um deles.

Os países escolhidos (não por acaso) são os chamados desenvolvidos, outrora chamados de 1º mundo, vejamos então: Suíça; Alemanha; EUA e Japão.

Os dados analisados foram: expectativa de vida, alfabetização e o índice de mortalidade infantil.

Na Suíça, a expectativa de vida é de 81,7 anos, a alfabetização atinge 99% da sua população e a mortalidade infantil é de apenas 4,1 a cada mil nascimentos.

Já na Alemanha, a expectativa de vida bate na casa dos 79,4 anos, 99% de sua população é alfabetizada e ocorrem 4,08 mortes infantil a cada mil nascimentos.

Nos EUA, a expectativa de vida gira em torno dos 78,2 anos, a alfabetização também é de 99% de sua população e ocorrem 6,3 mortes a cada mil nascimentos.

Estão no Japão os dados mais animadores dos países da Copa. A expectativa de vida em terras japonesas é de 82,6 anos, 99% de sua população é alfabetizada e ocorrem apenas 3,2 mortes a cada mil nascimentos.

Quando olhamos os dados do Brasil e comparamos com os países acima citados, levamos de goleada.

Em terras tupiniquins a expectativa de vida é de apenas 72,4 anos, temos somente 90% da população alfabetizada e o índice de mortalidade infantil no Brasil é assustador: 23,6 a cada mil nascimentos.

Portanto, fica muito claro que temos muito que aprender com as outras nações que vão à África do Sul. Que os políticos brasileiros e principalmente os eleitores possam olhar os números e refletir acerca do longo caminho que temos que percorrer para nos tornarmos um país desenvolvido. Aí sim, seremos campeões, por enquanto, estamos na lanterna do campeonato.

Éber Sander é escritor autor do livro Perguntas Indiscretas

www.ebersander.wordpress.com

4 comentários

Filed under 1

Sobre o primeiro livro

Leia abaixo a seleção de alguns pontos do artigo de José Castello, crítico literário, sobre o autor que está prestes a lançar o primeiro livro:

“…diante de um primeiro livro, o crítico se vê obrigado a exercitar, mais que nunca, o fundamento de qualquer leitura: a capacidade de se assombrar.”

“Também escrever um primeiro livro é desconstruir-se, isto é, livrar-se do que ‘naturalmente somos’. Nada há de natural na literatura. Não se escreve sem, antes disso, destruir um mundo.”

“ Mais que o corpo, é a linguagem que, despida de sua ilusória bondade, passa a nos falhar. Só quando revira e torce a linguagem, um escritor começa a escrever.”

“A literatura não se interessa pela civilização e pelo progresso. Ela não é a montagem de ideais, mas, ao contrário, sua desmontagem. Nada assegura que um romance escrito no século XX seja superior (um ‘avanço’) a um romance do século XIX. A literatura é indiferente à lógica dos relógios. É extemporânea.”

“A cada palavra que escreve (que lhe sai), o escritor desmente a palavra planejada. Nos livros de estreia, ainda temerosos de se arriscar, os escritores em geral se agarram aos ideais antigos de boa educação, desenvolvimento e progresso. Ocorre que as torrentes da escrita são mais fortes. Se o autor escreve para valer, elas logo o arrastarão para fora de seu caminho. A isso se pode chamar de destino.”

Fonte: O Globo, 12 setembro 09 “Prosa e Verso”

Em novembro vou lançar o meu primeiro livro. Aguardem.

Deixe um comentário

Filed under 1

Doses homeopáticas

  • Hoje é Dia da Árvore, para comemorar o dia visite o site Click Árvore www.clickarvore.com.br e plante sua árvore. Sou participante do site já há algum tempo, tenho 399 plantadas. Com apenas um click você ajuda o planeta e colabora para que seus filhos e netos tenham um futuro mais ameno.

 

  • Hoje o programa Roda Viva da Cultura vai entrevistar a senadora e futura candidata a presidência da república pelo PV Marina Silva. Eis aí uma ótima oportunidade para conhecer um pouco mais sobre a senadora que rompeu com o PT depois de 30 anos militando pelo partido.

 

  • Para levar o Stand-up de Literatura com Éber Sander para a sua cidade envie e-mail para eber.sander@gmail.com e obtenha maiores informações. Escritores homenageados: Mário Quintana, Fernando Pessoa e Carlos Drummond de Andrade.

Deixe um comentário

Filed under 1

Livro de Éber Sander

Agora é oficial, o livro de contos e crônicas deste que vos tecla será lançado no mês de novembro. Estará a venda nas melhores livrarias e também neste blog. Aguarde.

Deixe um comentário

Filed under 1

Crônica: Sonhos

Sonhos

*Éber Sander

Quando criança sonhava em ser jogador de futebol. Algo normal para um garoto nascido na periferia do país penta campeão do mundo na modalidade. De cada dez garotos, onze tem o mesmo sonho. Nunca recebi o apoio da minha família para ingressar no esporte, mas isso não foi empecilho para a tentativa. Estudava de manhã e treinava à tarde.  Todos os dias.

Iniciei na posição de goleiro. Não tive sucesso. Lembro-me de um campeonato em que fui o goleiro mais vazado. Foi decepcionante e o time ficou em último lugar. O time todo era ruim, mas a culpa ficou nas cotas – e nas mãos – do goleiro. Azar o meu. Posição ingrata.

Decidi então mudar de posição, quem sabe não estaria na linha à chave para o meu sucesso como jogador. Escolhi a posição de meio de campo, jogava na direita. Deveria ser o garçom, servir os outros jogadores para que estes sim pudessem estufar a rede adversária. Continuava treinando pesado, com a firme intenção de um dia vestir a camisa do Palmeiras. Toda a noite visualizava vestindo o manto verde entrando no Morumbi para jogar uma decisão de Campeonato Brasileiro contra o Corinthians. Quando os treinos eram físicos inventava uma gripe, uma dor de cabeça que me impedia de ir treinar. Quando era treino com bola, lá estava eu curado da gripe e da dor. Funcionou por um tempo, mas logo o treinador desconfiou. Novo fracasso. Com o passar dos anos fui sendo cobrado pela família e pela sociedade. O sistema capitalista nos deixa sonhar até um ponto, depois é hora de voltar à realidade. Resolvi então que era hora de parar com o sonho do futebol.

Muitos anos se passaram sem que tivesse um sonho como aquele em ser jogador, algo que me motivasse a acordar pela manhã.

De uns anos pra cá voltei a sonhar. Escritor. Que audácia. Muitos livros, leitura diária, artigos, textos. Leitura diária, mais artigos, livros…

O que mais gosto neste novo sonho é que não preciso correr, não tenho como ser o mais vazado e não sou cobrado pelos passes errados ou pelas defesas não feitas. O que não quer dizer que é um sonho fácil de ser sonhado. O sonho ainda não foi totalmente realizado. Continuarei  firme na busca dele. Um dia qualquer invento uma estória, já tenho em mente o roteiro: estádio lotado, manto verde, levantando a taça…

*Éber Sander é escritor e palestrante

www.ebersander.wordpress.com

1 Comentário

Filed under 1